Lavra subterrânea e a geração de minas

Você por muitas vezes já deve ter ouvido falar sobre as minas subterrâneas. Mas você sabe ao certo o que elas são?

Você já se perguntou também qual é o motivo que levam as empresas de mineração escolherem o método de lavra subterrânea? Fica aqui comigo que eu te conto tudo!

O que são minas subterrâneas

Antes de tudo, as minas subterrâneas são cavidades provenientes da extração mineral no subsolo através do método de lavra subterrânea. Sua estrutura se apresenta em forma de túneis e galerias, que por vezes são estreitos e extensos, podendo chegar a quilômetros de profundidade.

Mas então, vocês sabem o que é o método de lavra subterrânea? Como já citado, é importante a compreensão do método para o entendimento do que se consiste em uma mina subterrânea.

O método de lavra subterrânea se conceitua em um conjunto de operações coordenadas, que possui como objetivo a extração de minerais ou minérios no subsolo, dispondo de transporte até o seu tratamento. Geralmente refere-se à extração de jazidas em grandes profundidades.

Esse procedimento é realizado através do auxílio da topografia, para que haja abertura dos famosos poços verticais, os quais darão o acesso a todos os equipamentos e profissionais necessários para a retirada do minério. Com a abertura dos poços, ocorre a abertura das galerias horizontais, onde será explotado o minério.

Como saber o método de lavra a ser utilizado?

Então,agora que já conhecemos a definição, como sabemos se devemos utilizar esse método?

Para que ocorra a abertura de uma mina, ou seja, uma exploração mineral, existe um conjunto de fases em sequência a serem seguidas, nas quais podemos resumir em:

  • Pesquisa: onde ocorre a localização do minério;
  • Prospecção: determina a extensão e valor do minério localizado;
  • Estimativa dos recursos: extensão e teor do depósito;
  • Planejamento: ocorre análise da parte do depósito economicamente extraível. Esta fase é responsável pelo detalhamento de tudo que será realizado nesse projeto.
  • Estudo de viabilidade: avaliação geral do projeto onde ocorre a decisão de iniciar ou abandonar a exploração mineral. A decisão se baseia no teor do mineral;
  • Desenvolvimento: nessa fase inicia a abertura dos acessos ao depósito que será explorado;
  • Exploração: ocorre a extração de minério em grande escala;
  • Descomissionamento de mina: nesta etapa ocorre a desativação da mina e o seu fechamento.
  • Recuperação: conjunto de ações realizadas na zona afetada, de forma que seja possível sua utilização no futuro para algum fim produtivo em condições de equilíbrio ambiental.

Dessa forma, com os estudos na área a ser explorada, há diversas condições a serem seguidas para a escolha de qual método de lavra vai ser utilizado em sua exploração. São levadas em consideração questões econômicas, geológicas, ambientais, sociais, políticas e tecnológicas.

Dentre alguns fatores essenciais na escolha do método, temos:

  • Geometria do depósito;
  • Características do minério como teor, disposição espacial, profundidade;
  • Produtividade;
  • Segurança;
  • Considerações geotécnicas;
  • Impactos ambientais;
  • Viabilidade econômica;
  • Operações de lavra.

Dessa forma, é notável que a escolha de um método envolve diversos fatores e um grande estudo, de forma que a sua escolha gere grande produtividade e um bom retorno econômico.

Por dentro de uma mina subterrânea

Você sabe quais as operações de exploração são realizadas em uma mina? A gente te explica!

As operações de lavra são o conjunto de processos realizados para que seja realizada com sucesso a extração mineral e seu transporte até o beneficiamento. Elas são divididas em:

  • Perfuração: processo em que o maciço é furado por uma máquina de perfuração, o diâmetro, comprimento e distâncias entre furos são previamente calculadas, a fim de introduzir os explosivos.
  • Desmonte: procedimento onde há o preenchimento dos furos feitos no processo de perfuração, com explosivos. Ocorre a detonação, gerando fragmentos.
  • Remoção: transporte do minério que foi fragmentado, por meio de caminhões, vagonetas ou outro meio de transporte, até a instalação de processamento, que geralmente é situada próximo da mina.

Os tipos de lavra subterrânea podem ser divididos em:

  • Realce autoportantes: nas aplicações tradicionais parte do minério é deixada como pilares de sustentação das paredes das encaixantes. É utilizado principalmente quando existe uma grande continuidade e homogeneidade de qualidade do minério a ser explorado, sendo operações consideradas simples e extremamente produtivas.
  • Abatimento: esse método recorre à gravidade e os níveis de pressão situados em cima do bloco de minério. Utiliza-se dos explosivos ou da retirada do terreno inferior ao maciço com forma de desprendê-lo. É considerado um método de alta produtividade e baixo custo.
  • Suporte das encaixantes: o suporte das paredes é feito pelo minério desmontado dentro de realces ou por um material externo. É considerado um método de alto custo e baixa produtividade, geralmente sendo usados na exploração de minérios de alto custo unitário.

O beneficiamento em uma mina subterrânea.

Antes de mais nada, é preciso entender o que é o beneficiamento.

Nem sempre os minerais que serão explorados se dispõem em locais sozinhos ou com as características físicas desejadas, diante disso é necessário um conjunto de ações que possibilite a forma necessária para que seja comercializado.

Este é descrito como o conjunto de operações realizadas após a lavra e transporte que geram uma transformação no mineral extraído, com o propósito de aumentar a qualidade e o teor dos minerais importantes, também os separando dos rejeitos e estéreis.

De forma geral, os processos envolvidos no beneficiamento são:

Amostragem: se consiste em uma retirada representativa do depósito mineral, de forma que possa avaliá-lo;

Fragmentação: nesse processo ocorre a diminuição de granulometria da amostra. São usados britadores e moedores.

Classificação: ocorre a separação das partículas da amostra de acordo a sua granulometria. Recorrem ao auxílio de peneiras, classificadores mecânicos e ciclone.

Concentração: fase onde há a separação dos minerais presentes na amostra, aumentando seu teor. É nessa etapa em que a fragmentação se torna tão importante, visto que, os minerais não devem se encontrar fisicamente unidos.

Ainda nessa etapa, há diversas técnicas utilizadas para realizar essa concentração, elas vão de acordo com o mineral a ser separados. Dentre as técnicas temos:

– Flotação;

– Separação magnética;

– Separação gravítica;

– Hidro metalurgia;Eletro metalurgia;

– Lixiviação;

  • Desaguamento: a água é retirada do minério, para gerar um produto com baixa umidade. Também se encontram diversas técnicas como:

– Sedimentação;

– Filtragem;

– Centrifugação;

– Secagem;

  • Disposição de rejeitos: nessa etapa, retira os minerais de baixo interesse, considerados rejeitos do beneficamente, para um local reservado e seguro.

Os impactos ambientais de uma mina subterrânea e como remediá-los.

Bom, já aprendemos diversos assuntos referentes ao funcionamento de uma mina subterrânea, mas você sabe quais impactos ambientais ela gera?

Os impactos causados pela mineração são vastos e podem ser vistos em várias escalas do micro ao macro. Dentre eles temos a remoção da vegetação ao redor, poluição sonora e vibrações, bombeamento de água no subsolo causando rebaixamento dos lençóis freáticos e águas subterrâneas, contaminação do solo e rios próximos além da subsistência (afundamento) dos terrenos.

Existem diversas estratégias que visam à redução desses impactos e estas devem estar descritas no projeto no momento de sua concepção e de acordo com a legislação ambiental vigente.

Podemos citar as diversas medidas como a recarga artificial de aquíferos por injeção, ações e pesquisas com o foco no reaproveitamento dos rejeitos provenientes dos processos minerários, projetos de reabilitação das áreas degradadas com revegetação, e claro, um monitoramento correto e periódico.


Concluindo…

Nesse artigo te mostrei o conceito de mina subterrânea, escolha do método de lavra e até as operações envolvidas e os impactos ambientais ocasionados. Me diz aí o que achou do conteúdo deixando um comentário para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *