Carvão: Como é formado, explorado e qual é sua importância.

Você sabe a diferença entre o carvão mineral e o carvão vegetal, como eles são explorados ou qual a importância deles no seu dia a dia? Se a resposta foi não, você está no lugar certo.

Como é formado o carvão?

Você sabe como o carvão mineral é formado? O carvão mineral foi formado há milhares de anos, através de depósitos de matéria orgânica vegetal que foi soterrada e se decompôs sem a presença do oxigênio, dessa forma, sofrendo com a ação da mudança de temperatura e pressão de onde foi depositado, formando assim, ao decorrer do tempo, o carvão mineral.

Talvez você esteja se perguntando: “mas o carvão é formado através da queima de madeira, uso ele todo fim de semana no meu churrasco”. Acertei?

De fato, você usa carvão, mas esse carvão é um carvão vegetal, que apresenta menor potencial calorífero (forma de medir a qualidade do carvão através das concentrações de carbono e impurezas), já o carvão mineral pode ser de alto ou baixo potencial calorífero, isso vai depender do local onde ele é formado.

Importância e usos

O carvão tinha, e ainda tem, uma enorme importância na formação do mundo em que vivemos hoje. Ele foi o combustível responsável pela primeira revolução industrial, que ocorreu entre meados do século XVIII e início do XIX, e se iniciou em países com boas reservas desse mineral, a exemplo da Inglaterra e da França.

Diante desse evento, mudou-se a forma de produção, da manufaturada (trabalho manual) para uma produção movida a máquinas a vapor, isso acelerou a produção de bens que antes demoravam meses para, naquele momento, demorar alguns dias ou até horas.

Com o passar do tempo as máquinas a vapor foram substituídas por máquinas elétricas e movidas a óleo, porém, mesmo assim, o carvão continua sendo muito importante na atualidade como fonte de combustível nas termelétricas e como combustível para aquecer os fornos de siderúrgicas.

Como é explorado?

Imagem 1: Amostra de Carvão. Fonte: Reprodução.

Agora que você já aprendeu sobre a formação do carvão, precisamos entender como esse bem mineral é explorado.

A exploração do carvão pode ser feita de duas formas: lavra a céu aberto ou lavra subterrânea. Essa escolha depende do tipo de solo de onde está o corpo do mineiro e a relação estéril-minérios (estéril é o resto da mineração, como as rochas resíduos, as quais não possuem valor econômico relevante).

Atualmente o método mais usado é o de exploração a céu aberto, no Brasil e no mundo. Hoje os países que mais exploram são: Austrália, China, Estados Unidos, Indonésia e Rússia, mas sem dúvidas a China é a maior produtora, chegando a quase metade da produção mundial.

Ficou interessado sobre lavra a céu aberto e subterrânea? Quer saber um pouco mais sobre o tema? Dá uma olhada nesses artigos que já estão no nosso blog:

– Seleção de método de lavra: como é feito e quais os aspectos considerados;

– Lavra a céu aberto: conheça esse método e 10 incríveis minas pelo mundo!;

– Lavra subterrânea: O que é, quais são os métodos e sua regulamentação.

Imagem 2: lavra subterrânea. Fonte: Reprodução.
Imagem 3: lavra a céu aberto. Fonte: Reprodução.

Exploração no Brasil

Ao passo que já sabemos mais sobre o carvão, chegou a hora de ver a situação dele no nosso país.

A primeira mina de carvão brasileira foi aberta em 1855 em Arroio dos Ratos no Rio Grande do Sul, entretanto já se tinha notícias de algumas exportações anteriores em Santa Catarina por uma companhia inglesa que desistiu do empreendimento pelo baixo valor calorífico do nosso carvão.

Apesar disso, as reservas brasileiras de carvão, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), ocupam a posição de décima maior reserva de carvão mineral do mundo, sendo que a maior parte está nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Também há reservas em Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas e Acre, sendo que nesses estados ainda não há um potencial econômico que torne viável a exploração.


Agora que você conheceu um pouco sobre o Carvão que tal contar para a gente o que achou do conteúdo? Trazemos semanalmente conteúdos relacionados ao mundo da mineração e petróleo, então não deixe de nos acompanhar para ficar por dentro de tudo que compartilhamos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *