Círculo de Fogo do Pacífico e a sua importância mineralógica

Você saberia dizer o que países como Japão, Indonésia, Chile, EUA e Filipinas têm em comum? Não? Pois fique com a gente e descubra mais sobre umas das regiões mais importantes no que diz respeito à alteração do planeta terra atualmente.

O que é o Círculo de Fogo do Pacífico?

Quando pensamos nesses países que foram citados, logo vem na mente os diversos desastres naturais que os acometem com uma certa frequência. Terremotos, tsunamis, erupções vulcânicas são alguns desses problemas que têm origem na atividade tectônica do interior da crosta terrestre. Logo, o círculo de fogo do pacífico é uma região do globo localizada ao redor de grande parte da borda do Oceano Pacífico com aproximadamente 40 mil km de extensão e que vai da Nova Zelândia, até o Pacífico Ocidental através das Filipinas, Japão e Indonésia, cobrindo partes do Estreito de Bering entre o Alasca e a Rússia, e estendendo-se até as costas ocidentais da América do Norte e América do Sul. É registrado que boa parte de todos os terremotos que ocorridos no mundo foram nesta região, sendo que 17 terremotos de magnitude superior a 7 são registrados todo ano.

O círculo de fogo do pacífico. Fonte: Reprodução

O que acontece no círculo de fogo?

Para que você entenda de forma direta a intensidade dos terremotos localizados nessa região, é muito importante ter em mente o que é tectonismo. 

A crosta terrestre é, essencialmente, formada por diversas placas tectônicas que deslizam no manto, em um movimento lento e suave, não sendo percebido em um primeiro momento. Esses movimentos das placas podem ser classificados como convergentes, divergentes e/ou transformantes, variando de acordo com a direção e sentido do movimento. 

Tipos de movimentos. Fonte: Reprodução

Em todo o planeta acontece esse deslocamento das placas, mas não como no Círculo de Fogo do Pacífico. Isso se dá devido ao encontro dos limites das placas nesta região, com a Placa Antártica, a Placa de Nazca e a Placa Cocos sendo subduzidas sob a Placa Sul-Americana. Na América Central, a Placa Cocos está sendo subduzida sob a Placa do Caribe. Uma porção da Placa do Pacífico e a pequena Placa Juan de Fuca estão sendo subduzidas sob a Placa Norte-Americana. Ao longo da porção norte, a placa do Pacífico que se move para noroeste está sendo subduzida sob o arco das Ilhas Aleutas. Mais a oeste, a Placa do Pacífico está sendo subduzida na Península de Kamchatka. Mais ao sul, no Japão, Taiwan e Filipinas, a placa filipina está sendo subduzida sob a Placa Euroasiática. Na parte sudoeste a placa do Pacífico está sendo subduzida sob a Placa Australiana. 

Como consequência, a atividade geológica na região é intensa, com o surgimento de diversos vulcões e outras alterações visíveis a olho nu.

Ocorrência de terremotos no mundo. Fonte: Reprodução

Qual a importância mineralógica?

Sabemos que os recursos minerais são encontrados nos diversos escudos cristalinos e que estes foram formados há milhões de anos atrás, ou seja, já consolidados e bem estáveis na crosta terrestre atualmente. Devido a intensa atividade tectônica no Círculo de Fogo do Pacífico, o movimento de epirogênese é mais constante, já que a pressão do magma ocasiona falhas ou fraturas na litosfera. Esse processo é sucedido por deslocamento vertical de blocos, soerguendo e rebaixando a superfície. Dessa forma, novas jazidas mineralógicas podem ser trazidas à superfície para posterior exploração humana. 

Exemplo de afloramento. Fonte: Reprodução

Mas nem tudo são flores. Como citamos anteriormente, a região é caracterizada pela intensa atividade geológica, o que vai de encontro com as necessidades de uma atividade mineradora, pois é necessário um local com certa estabilidade geológica para fazer a instalação de um empreendimento. Há ocorrência de minas que tiveram que suspender a atividade devido às consequências do tectonismo, pois o risco de acidentes ficou eminente após a identificação de alguns sismos. Um outro exemplo que podemos citar é o surgimento de uma cratera de 36,5 metros (e crescendo) na cidade de Candelária, no Chile, pois não há explicações para tal, mas suspeita-se da ação de uma mineradora de cobre localizada nos arredores, associado ao movimento das placas tectônicas.

Conclusão

Entender como ocorre a mudança da crosta terrestre é de fundamental importância para a manutenção da vida no planeta, seja no âmbito social, com o desenvolvimento de políticas públicas para mitigar a ação dos terremotos, tsunamis e vulcanismo (países mais desenvolvidos já contam com estruturas físicas com amortecedores visando a redução do impacto dos sismos), quanto no âmbito econômico, já que o surgimento de novos afloramentos exploráveis é muito interessante para a humanidade como um todo. 


Este foi o nosso tema do nosso artigo de hoje e a Equipe Cristal Jr espera que você tenha tirado suas dúvidas. Entre em contato conosco e passe um feedback sobre este ou outros artigos aqui do nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *