Entenda o que são os minerais de evaporitos

Você conhece ou já ouviu falar nos minerais de evaporitos? 

Apesar do nome e da formação dos minerais evaporíticos não serem muito conhecidos, eles são de grande importância e bem utilizados no mundo todo. 

Se você não conhece, não se preocupe, vamos conhecer agora! 

O que são evaporitos e minerais evaporíticos e onde são formados? 

Bem, os evaporitos são rochas sedimentares compostas por minerais salinos, minerais estes que são depósitados por precipitação química de salmouras (são soluções de água com grande concentração de sal, e em altas condições de evaporação e precipitação). Assim, nessas condições, são gerados os minerais de evaporitos.

Como falamos agora a pouco, os minerais de evaporitos são formados a partir de uma evaporação intensa de determinadas substâncias e alta evaporação do solvente, podendo também ser formados em ambientes marinhos ou em lagos salinos em áreas continentais.  

Mar Morto é considerado o maior spa natural do mundo
Lago salino: Mar Morto. Fonte: Reprodução. 

Os principais elementos formadores de minerais evaporíticos são: 

  • Cloro (Cl) 
  • Sódio (Na) 
  • Potássio (K) 
  • Enxofre (S) 
  • Cobalto (Co) 

Uma outra informação importante sobre a formação dos minerais de evaporitos é que quando ocorre este processo de evaporação, a precipitação segue uma certa ordem prevista. Primeiramente ocorre a saturação dos elementos menos solúveis e assim depois os elementos mais solúveis são saturados, legal, não é? 

Os primeiros minerais que tendem a se formar são os carbonatos. Posteriormente são formados os minerais de sulfeto de cálcio, que com a mudança da pressão e da temperatura podem se transformar em um outro sulfeto de cálcio. Seguindo o processo de concentração das salmouras, quando essa concentração chega a 27% são precipitados os cloretos de sódio. E depois são precipitados sais complexos de potássio e magnésio. 

Quais são os minerais de evaporitos? 

Agora que já contamos para você a ordem que ocorre a precipitação dos minerais evaporíticos, com certeza você, assim como nós, deve estar querendo saber quais são esses minerais, e nós vamos falar agora! 

Seguindo a ordem de precipitação anteriormente dita, os minerais formados são: 

Calcita, Aragonita e Dolomita: Carbonatos 

Esses são os minerais que antecedem a deposição de evaporitos, primeiramente ocorre a formação da Calcita e da Aragonita e posteriormente pode ser formada a Dolomita. Isso acontece quando a solução tem aumento de salinidade, já que nesse processo ocorre o aumento do magnésio. 

Dolomita - Materiais Didáticos
Dolomita. Fonte: Geociências USP. 

Gipsita e Anidrita: Sulfetos de Cálcio 

Após a deposição das lâminas de carbonatos é formada a Gipsita e, posteriormente, com ocorre a perda da água na composição desse mineral é formada a Anidrita. 

Gipsita - Materiais Didáticos
Gipsita. Fonte: Geociências USP.  

Halita: Cloreto de Sódio

Às vezes se precipita quase junto a gipsita e a anidrita. Sendo a mais comum entre os sais, a Halita é bastante utilizada como sal de cozinha e na fabricação de soda cáustica, inseticidas e conservantes. 

Halóides - Materiais Didáticos
Halita. Fonte: Geociências USP. 

Carnalita: Cloreto de Magnésio e Potássio  

Esse mineral é, geralmente, precipitado após os sais de halita, se formando de forma intercalada com suas lâminas. Geralmente os cristais da Carnalita são mais grossos, mas também podem se formar em cristais finos. 

Clerisvaldo B. Chagas: CARNALITA
Carnalita. Fonte: Reprodução. 

Taquidrita: Cloreto de Magnésio e Potássio

Esse mineral de fórmula bem parecida com a carnalita, a taquidrita é considerada uma variedade da carnalita. Esse mineral é formado quando a salmoura está altamente concentrada, cristalizando assim, no final da precipitação. A taquidrita quando exposta em temperatura ambiente é dissolvida rapidamente.  

Silvita: Cloreto de Potássio

De origem secundária, a silvita é formada pela solubilização dos compostos da carnalita. A silvita tem grande importância para a indústria, por causa da sua estrutura química de cloreto simples. 

Silvina – Wikipédia, a enciclopédia livre
Silvita. Fonte: Reprodução. 

Diferenças dos minerais evaporíticos 

Como falamos acima, os minerais de evaporitos seguem uma certa ordem de cristalização, e isso se dá principalmente pelo nível de concentração de matérias e pela variação da temperatura nas salmouras, com isso haverá também variação na evaporação da água. Esses fatores influenciam muito a estrutura química dos minerais que serão formados, assim ocorre a variação de dureza, cor e outras características, como até mesmo o sabor. 

A importância dos minerais de evaporitos  

Você já pôde perceber que alguns minerais de evaporitos são bastante utilizados no dia a dia da sociedade, como por exemplo a halita (cloreto de sódio) que é bastante utilizado, seja para conservação de alimentos, seja como um dos principais temperos da culinária. Os minerais evaporíticos são aplicados em vários segmentos da indústria, como por exemplo na fabricação de produtos de limpeza e de dedetização.  

Além disso, você sabia que esses minerais também têm sua importância quando entramos na área de petróleo? Pois é, o sistema petrolífero necessita da impermeabilização para que haja o seu acúmulo e retenção, e é aí que os sais entram. Apesar dos sais serem solúveis, eles se tornam impermeáveis após a diagênese, formando as bacias sedimentares, que condicionam fortemente a migração e acúmulo de fluidos, como o petróleo. 

Então, chegamos ao fim da nossa conversa sobre os minerais de evaporitos. Hoje discutimos informações importantes sobre a formação, estrutura e aplicação dos minerais de evaporitos., esperamos que tenha gostado.


E se ficou com alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco, até a próxima! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *