Mineração em Alto Mar

A mineração é a extração de minerais valiosos ou outros materiais geológicos, geralmente de um corpo de minério, sendo realizada em terra firme. 

Mas sabia que existe mineração em alto mar?

Nos acompanhe neste artigo e saiba mais sobre este campo que pode crescer nos próximos anos.

O que é a Mineração em Alto Mar?

A mineração em alto mar é o processo de extração e muitas vezes escavação de depósitos minerais do fundo do mar.

Desenho de barco na água

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Esquema de uma mineração em alto mar. Fonte: mining.com.

Pesquisas sugerem que a mineração em alto mar pode prejudicar gravemente a biodiversidade e os ecossistemas marinhos, mas ainda não temos o conhecimento e os meios para implementar proteções.

Apesar disso, é crescente o interesse pelos depósitos minerais do fundo do mar. Diz-se que isso se deve ao esgotamento dos depósitos terrestres de metais como cobre, níquel, alumínio, manganês, zinco, lítio e cobalto. A demanda por esses metais também está aumentando para produzir tecnologias como smartphones, turbinas eólicas, painéis solares e baterias.

Locais onde existem mineração em alto mar

A primeira mineração em “grande escala” do mundo de depósitos minerais de fontes hidrotermais foi realizada pelo Japão em 2017. A Corporação Nacional de Petróleo, Gás Natural e Metais do Japão (JOGMEC), realizou esta operação utilizando um navio de pesquisa próximo da região de Okinawa.

Um local que está sendo explorado e visto como um potencial local de mineração em alto mar é a Zona de Fratura de Clarion-Clipperton (CCZ). O CCZ se estende por mais de 4 milhões de quilômetros quadrados no norte do Oceano Pacífico, entre o Havaí e o México. Espalhados pela planície abissal estão trilhões de nódulos polimetálicos, depósitos rochosos contendo minerais como magnésio, níquel, cobre, zinco, cobalto e outros. O desenvolvimento de tecnologias para coleta de nódulos polimetálicos no CCZ começou na década de 1970, quando grandes empresas de petróleo, gás e mineração, incluindo Shell e Rio Tinto, realizaram um trabalho de teste piloto, recuperando mais de dez mil toneladas de nódulos. Nódulos polimetálicos também são abundantes na Bacia Central do Oceano Índico e na Bacia do Peru. As reivindicações de mineração registradas na Autoridade Internacional do Fundo do Mar (ISA) estão localizadas principalmente na CCZ, mais comumente na província do nódulo de manganês. 

Mapa

Descrição gerada automaticamente
Locais potenciais para mineração. Fonte: ISA.

Atualmente não existe mineração comercial no fundo do mar. No entanto, a ISA já celebrou mais de 30 contratos diferentes com empresas privadas e governos nacionais para explorar a adequação da mineração de nódulos polimetálicos no CCZ.

Impactos ao Meio Ambiente

Assim como acontece com todas as operações de mineração, a mineração em alto mar levanta questões sobre seu potencial impacto ambiental. Há um debate crescente sobre se a mineração em alto mar deve ser permitida ou não.

Homem em cima de água

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Navio de pesquisa. Fonte: nature.com.

Como o mar profundo permanece pouco estudado e mal compreendido, há muitas lacunas em nossa compreensão de sua biodiversidade e ecossistemas. Isso dificulta a avaliação dos impactos potenciais da mineração em águas profundas ou a implementação de políticas adequadas para proteger o ambiente marinho e os três bilhões de pessoas cuja subsistência depende da biodiversidade marinha e costeira.

O fundo do mar contém uma extensa gama de feições geológicas. Estes incluem planícies abissais de 3.500 a 6.500 m abaixo da superfície do mar, montanhas vulcânicas submarinas, conhecidas como montes submarinos, fontes hidrotermais com água explosiva aquecida pela atividade vulcânica e trincheiras profundas, como a Fossa das Marianas. Esses lugares remotos abrigam espécies exclusivamente adaptadas a condições adversas, como falta de luz solar e alta pressão. Especialistas preveem que muitas dessas espécies são desconhecidas da ciência.

A escavação e medição do fundo do oceano por máquinas podem alterar ou destruir habitats em águas profundas. Isso levaria à perda de espécies, muitas das quais não são encontradas em nenhum outro lugar, e a perda da estrutura e função do ecossistema. 

Espécies marinhas podem ser afetadas pelo ruído, vibrações e poluição luminosa causados ​​por equipamentos de mineração e embarcações de superfície, bem como potenciais vazamentos e derramamentos de combustível e produtos tóxicos.


Neste artigo foi abordado um pouco sobre mineração em alto mar e suas implicações. Acompanhe o nosso blog e nossas redes sociais para conhecer mais sobre a área da mineração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *