Minerais industriais: o que são, principais aplicações e qual sua importância.

O que são?

Os minerais industriais são todas as rochas e minerais, inclusive os sintéticos, que, devido a suas propriedades físicas ou químicas, costumam ser usados como matérias primas, insumo, ou aditivos em processos industriais. Sendo assim, na indústria mineral, há uma divisão em três classes: metálicos, não metálicos e energéticos.

Ainda no que tange às separações, classificam-se estes minerais em diferentes categorias, as quais estão relacionadas com suas aplicações finais. Assim, estes grupos estão divididos da seguinte maneira:

  • Agrominerais: 

Em resumo, estes bens minerais são utilizados extraídos e utilizados na agricultura. Na cadeia produtiva agrícola, eles possuem o objetivo de repor nutrientes outrora absorvidos pelas plantas e que eventualmente não foram restituídos no solo. Dentre os principais, estão o fosfato e o potássio que constituem o fertilizante NPK, junto com o nitrogênio. Ademais, a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais ressalta que estes minerais são cruciais para ampliar o acesso aos fertilizantes, por meio da redução de custos e melhora da balança comercial. Além disso, o Serviço Geológico do Brasil – CPRM tem feito pesquisas acerca de uma fonte alternativa: o reaproveitamento dos rejeitos na mineração, a exemplo do uso do pó de rocha como remineralizador de solos.

  • Químicos:

A indústria química tem uma relação bem íntima com os minerais. Os produtos dos processos possuem ramificações em quase todos os segmentos industriais, de modo que os aditivos minerais têm diversas aplicações, sendo estes materiais trabalhados para serem adicionados aos produtos, a fim de garantir qualidade, independentemente da destinação. Como a química está em todas as indústrias, é possível identificar a presença dos minerais nos mais diversos setores, como na produção de alimentos, tintas, papel, plásticos, cosméticos, agrobusiness, tratamento de água. Porém, se queremos dar destaque nominalmente, citamos o enxofre – utilizado no meio petroquímico, de papel e celulose – e a barita – usada como agente seladora na lama de perfuração nas indústrias de petróleo e gás e na preparação de tintas e pigmentos.

  • Cerâmicos:

Em se tratando da indústria cerâmica brasileira, é imprescindível citar seu destaque no cenário mundial. Por conta disso, este setor é um grande consumidor de minerais industriais, produtos químicos e recursos energéticos. Dentre os bens mais utilizados neste setor, podemos mencionar as argilas de queima vermelha e branca, os argilitos, os caulins, os feldspatos, granitos e quartzos, os filitos, os carbonatos e os talcos. Já do ponto de vista energético, o setor cerâmico é caracterizado pelo uso de energia térmica, a exemplo do gás natural como combustível, uma vez que grande parte dos processos de fabricação de materiais cerâmicos envolvem tratamentos térmicos em altas temperaturas. Por falar nesses materiais, dentre eles estão os blocos, telhas, revestimentos, louça sanitária, isoladores elétricos, louça de mesa, refratários, etc.

  • Minerais para construção:

Aqui, os minerais podem ser usados como rochas ornamentais e de revestimento, agregados minerais – como argilas, areias, seixos e diferentes tipos de rocha para britas –, minerais e aditivos convencionais e alternativos para cimento e cal – argila, calcário, gipsita. Falando sobre os bens minerais, podem ser utilizadas como exemplo a calcita e a dolomita, que é um mineral resultante da transformação da calcita a partir de reações com soluções hipersalinas.

Qual a importância dos minerais industriais?

Bem, após ler este artigo, você pode perceber que os minerais industriais atendem as necessidades dos seres humanos e servem como matérias primas de extrema importância em diversos setores da economia, como o industrial. Sem os bens minerais, não existiriam determinados tipos de fertilizante, a indústria cerâmica brasileira não seria tão bem reconhecida internacionalmente, a química apresentaria muitas deficiências e a construção civil perderia grande parte dos materiais utilizados no segmento. 


Agora tudo deve estar bem mais claro, não é? A mineração está muito mais presente em nossas vidas do que imaginamos! Caso ainda haja alguma dúvida, deixe um comentário ou entre em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *