Ródio, o metal raro mais precioso do mundo

Você sabe o que é ródio? Para que serve? Onde é encontrado? 

Nos acompanhe neste artigo, e até o final saberá mais um pouco sobre este interessante elemento. 

O que é ródio? 

Antes tudo, vamos conhecer o que é o Ródio. 

Ródio é um elemento químico com o símbolo Rh e número atômico 45. Na tabela periódica, pertence ao grupo cobalto.  

O ródio é um metal raro, muito semelhante a outros metais como platina ou paládio, tendo baixa reatividade, característica dos metais preciosos. 

Como o metal é muito raro na natureza e ao mesmo tempo tem uma ampla aplicação, é um dos metais mais caros de todos os tempos. 

A descoberta deste metal pelo homem é relativamente recente comparado a outros metais, tendo sido descoberto em apenas 1803 por William Hyde Wollaston. 

Fotos de Rhodium rh, imagem para Rhodium rh ✓ Melhores imagens |  Depositphotos
Ródio. Fonte: reprodução.

Onde é encontrado? 

Na natureza, o ródio é encontrado em minérios misturados com outros metais como paládio, prata, platina e ouro e há pouquíssimos minerais portadores de ródio, o que torna a sua extração complexa 

As principais fontes deste metal estão localizadas na África do Sul, sendo o principal exportador; também sendo encontrado nas areias dos rios das Montanhas Urais na Rússia; e na América do Norte. 

Mine profile: Mogalakwena | Anglo American
Mina de paládio de Mogalakwena – África do Sul. Fonte: Reprodução.
Onde se extrai platina na Rússia? (FOTOS) - Russia Beyond BR
Mina de Platina. Fonte: Reprodução.

Qual a sua importância e utilidades?

Dentre os principais usos deste mineral temos:

  • Como um conversor catalítico em automovéis, alterando gases não queimados prejudiciais, como o monóxido de carbono e óxido de nitrogênio, em gases menos nocivos para o meio ambiente.  
  • Catalisadores de ródio utilizados em processos industriais, como o uso para catalisar a adição de hidrosilanos a ligações duplas moleculares, que é um processo importante na fabricação de certas borrachas de silicone. 
  • Ligas com platina e paládio; essas ligas são usadas em fornalhas, em equipamentos de produção de fibra de vidro, eletrodos em peças de ignição em aeronaves e cadinhos para uso em laboratórios.
  • Recobrimento de fibras ópticas e espelhos especiais.
  • Joias e decorações. É galvanizado em ouro branco e platina para dar-lhe uma superfície branca reflexiva no momento da venda, após o qual a camada fina se desgasta com o uso.  As joias de ródio sólidas (puras) são muito raras, mais por causa da dificuldade de fabricação (ponto de fusão elevado e má maleabilidade) do que por causa do preço alto.  
  • Revestimento de prata esterlina para proteger contra manchas. 
  • Medidores de fluxo de nêutrons em reatores nucleares.
  • Como material de contato elétrico (conectores) devido a sua baixa resistência elétrica e elevada resistência a corrosão.
Banho de ródio: o que é e porque fazer - Mapa do Meu Céu
Joia banhada a Ródio. Fonte: Reprodução.

Curiosidades 

O ródio também tem sido usado para honras ou para significar status de elite, quando metais mais comumente usados como prata, ouro ou platina foram considerados insuficientes. 

Em 1979, o livro de recordes Guinness, deu a Paul McCartney um disco banhado a ródio por ser o compositor e artista de gravação mais vendido da história.


Enfim, espero que você tenha conseguido esclarecer suas dúvidas, se por acaso ainda ficou com alguma, basta entrar em contato conosco, que tentaremos sanar ela!

1 comentário em “Ródio, o metal raro mais precioso do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *