Como são formadas as rochas metamórficas e quais as suas características?

Em geral as rochas são combinações naturais de dois ou mais minerais, apesar disso, existem também as rochas monominerálicas, que são formadas por um só mineral, mas em grande quantidade. E você sabe quais os tipos em que podemos classificar as rochas?

Então, existem três tipos, que irão defini-las a depender de como foram formadas, entre eles temos:

  • Ígneas
  • Sedimentares
  • Metamórficas

Neste artigo, falaremos apenas sobre as rochas metamórficas, mas você pode saber mais sobre as ígneas e sedimentares em outros artigos nossos. Clique para vê-las colocar ÍGNEA e SEDIMENTARES Então vamos nessa!

  • O que é uma rocha metamórfica?

Bem, a rocha metamórfica é um tipo de rocha que sofreu metamorfismo, podemos chamá-la também de rocha transformada, já que ela foi transformada em uma nova rocha, podendo a rocha originária ser, uma rocha ígnea, sedimentar ou até mesmo outra rocha metamórfica, elas passaram por mudanças físicas ou mineralógicas.

  • Mas o que é o metamorfismo?

Como já deve se imaginar, o metamorfismo se trata de um processo de mudança na composição mineralógica, na estrutura e também na textura de uma rocha. Nesse processo, a partir de mudanças de pressão e temperatura, os minerais reagem para se transformarem em minerais mais estáveis.

O metamorfismo deve ocorrer em condições de temperaturas acima de 150°, sendo esse o agente mais importante do metamorfismo. A pressão também deve ser maior para que os átomos se quebrem e se reorganizem.

Como se forma uma rocha metamórfica?

Bem, isso vai depender do tipo de metamorfismo. Assim, temos:

  • Metamorfismo termal: como o nome já indica, ocorre em situação de alta temperatura, próximo a intrusões ígneas.
  • Metamorfismo regional: acontece em áreas com combinação de alta pressão e temperatura. Ocorre no limite em que uma placa tectônica sobrepõe a outra (Zona de Subducção).
  • Metamorfismo cataclástico ou dinâmico: acontece em zonas de falhas transformantes e de cisalhamento, onde ocorre uma grande deformação das rochas pulverizando as rochas e fazendo-as se recristalizar. Temos como exemplo, as formações ocorridas na falha de San Andreas.
Falha de San Andreas. Fonte: BBC News Brasil. 
  • Metamorfismo de soterramento: ocorre em áreas onde houve a disposição de sedimentos ou materiais vulcânicos em grandes espessuras, gerando condições de metamorfismo.
  • Metamorfismo hidrotermal: Geralmente associado a atividades ígneas, ocorre quando, devido à alta temperatura, fluidos e gases percorrem pelas rochas, reagindo com os minerais presentes. 

Quais são as mais conhecidas?

Mármore: resultado de metamorfismo de calcários calcíticos ou dolomíticos.

Mármore Calcítico. Fonte: Materiais Didáticos USP

Ardósia: composta principalmente por quartzo e micas finas, geradas a baixo grau de metamorfismo.

Ardósia. Fonte: Materiais Didáticos USP

Gnaisse: pode ser resultante do metamorfismo do granito, ou de rochas sedimentares quartzo-argilosas.

Gnaisse Granítico. Fonte: Materiais Didáticos USP

Quartzito: formada basicamente por quartzo. Resultante principalmente pelo aumento de pressão e temperatura sofridos pelos arenitos ricos em quartzo.

Quartzito. Fonte: Materiais Didáticos USP

Então, nesse artigo entendemos como ocorre o metamorfismo e seus tipos, e também vimos como são geradas as rochas metamórficas e vimos alguns exemplos. Você já sabia dessas informações sobre as rochas metamórficas ou tem algo que gostaria de saber? Compartilhe sua opinião conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *