Como funciona uma pedreira e o que pode ser extraído nela

Podemos comparar uma pedreira com uma mina céu aberto, onde rochas ou minerais são extraídos. Durante a extração, os trabalhadores cortam as pedras ou as explodem em pequenos pedaços. A extração de rochas é uma atividade de mineração que consiste na remoção de minérios da crosta terrestre. 

Desde a Idade da Pedra, o homem tem utilizado as rochas para o seu desenvolvimento. Ainda hoje, com o avanço da tecnologia, as rochas vêm sendo um objeto de grande importância em vários setores da sociedade, principalmente nas construções, requerendo cada vez mais um melhor processo de lavra nas Pedreiras. 

Você com certeza já ouviu falar sobre as pedreiras, não é? Mas você já se perguntou como funciona uma pedreira, o que pode ser extraído e por que é necessária a emissão do registro de extração para isso? 

Esse conteúdo guiará você no entendimento dessas questões, além de várias outras informações. 

Como funciona uma pedreira? 

Nas pedreiras, as pedras são extraídas por corte, furos ou por explosões. Dessa forma, para obter os blocos de pedras, os trabalhadores usam equipamentos que cortam ou furam as paredes rochosas. Os grandes blocos pesam toneladas, por isso, são cortados em pedaços menores antes de ser transportados. No caso das pedras britadas, os trabalhadores usam explosivos para arrancá-las das paredes da pedreira. 

Há pedreiras em quase todos os países do mundo, porque as pedras são um material de construção básico. Os blocos de pedras aparelhadas são usados em grandes construções, monumentos e esculturas. Também são usados em pontes, túneis e barragens, inclusive as pedras britadas são mais usadas para construir estradas e fabricar concreto. 

No entanto, para explorar uma pedreira é necessária autorização governamental, pois se trata de uma atividade que promove grande mudança ambiental e interfere em patrimônio federal (ou seja, que pertence ao governo do país). Por isso, se um dia você explorar uma pedreira, garanta sua autorização primeiro, certo? 

Veja também > Blaster: O que é, como ter a habilitação e os riscos de não ter esse profissional na sua equipe

Quais são os insumos extraídos? 

Os produtos de pedreira são: rachão, gabião, brita graduada, brita corrida, pedra (ou brita) 1, pedra (ou brita) 2, pedra (ou brita) 3 e pedra (ou brita) 4, pedra (ou brita) 5, pedrisco ou brita 0, pó de pedra e areia de brita. 

Brita ou pedra britada para construção civil é o produto do processo de cominuição de vários tipos de rochas. Brita é um termo utilizado para denominar fragmentos de rochas duras, originários de processos de beneficiamento (britagem e peneiramento) de blocos maiores, extraídos de maciços rochosos (granito, gnaisse, basalto, calcário) com auxílio de explosivos.  

Você também pode se interessar: Tratamento de minérios: como funciona o processo de beneficiamento

O desmonte de rochas e o registro de extração  

O desmonte de rocha em pedreiras é realizado por meio de explosivos. Embora, haja vários problemas de ordem ambiental, tais como ruído, ultra lançamentos e vibrações transmitidas à vizinhança, a utilização intensa de explosivos, no desmonte em pedreiras, está associado à eficiência da técnica e aos custos envolvidos, muito menores do que no desmonte mecânico. 

Para explorar os minerais oriundos do desmonte de rochas, é de fundamental importância o registro de extração que é uma declaração fornecida pela ANM (Agência Nacional de Mineração), este que é destinado à exploração de substâncias de uso direto para construção civil, e que é válido somente para pessoas jurídicas de direito público, como prefeituras e órgãos públicos, matérias como brita, saibro, areia, cascalho ou argila. Sob o decreto de Lei 3.358, de 02 de fevereiro de 2000. 


+ Registro de extração: o que é, quem pode requerer e como requerer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *