Minerais de terras raras: o que são e onde são utilizados

Você já ouviu falar em minerais de terras raras? E sabe onde são utilizados?

Se sua resposta for não, você está no lugar certo para encontrar as respostas, basta continuar lendo esse artigo.

O que são terras raras?

Antes de mais nada, é importante sabermos o que é “Terras Raras”, concorda?

Bom, as terras raras não recebem esse nome graças a dificuldade em ser encontrada, mas graças a dificuldade em ser extraída.

As Terras Raras, também conhecidas como o novo ouro negro, são um conjunto de elementos químicos constituídos pela família dos lantanídeos e do ítrio, por consequência apresentam propriedades semelhantes, sendo elas: físicas, químicas, magnéticas e de fluorescência.

O grupo das terras raras é composto por 17 elementos químicos, sendo 15 lantanídeos, mais o escândio (Sc) e o ítrio (Y).

Os 15 elementos são:

  • Lantânio (La);
  • Cério (Ce);
  • Praseodímio (Pr);
  • Neodímio (Nd);
  • Promécio (Pm);
  • Samário (Sm);
  • Európio (Eu);
  • Gadolínio (Gd);
  • Térbio (Tb);
  • Disprósio (Dy);
  • Hólmio (Ho);
  • Érbio (Er);
  • Túlio (Tm);
  • Itérbio (Yb);  
  • Lutécio (Lu).
Tabela Periódica com destaque para os Elementos de Terras Raras | Download  Scientific Diagram
Terras raras na tabela periódica. Fonte: Reprodução

Ademais, é importante ressaltar que o escândio, elemento constituinte do grupo acima, não apresenta propriedades muito semelhantes aos dos demais, porém, mesmo assim faz parte dele devido à sua ocorrência na natureza estar associada aos outros elementos.

Onde são utilizados?

Como é perceptível as terras raras não costumam ser muito comentadas num âmbito popular, apesar disso, elas são protagonistas de um mercado gigantesco por serem matérias-primas essenciais para itens de alta tecnologia.

Dentre as características de maior destaque estão a condução de calor e eletricidade, além do fato de se tratarem de estruturas que são altamente magnetizáveis. Todavia, existe um grande desafio, que é conseguir encontrá-los com o grau de pureza e concentração necessárias.

No princípio, as Terras Raras eram exploradas para iluminação a gás, compostas de óxidos e zircônios. A partir daí, com o avanço da ciência e devido as propriedades que comentamos anteriormente, os elementos começaram a ser utilizados para produção de catalisadores, supercondutores, baterias, memórias de computador, lasers, radares, cabos de fibras ópticas e materiais usados no refino de petróleo.

Sendo assim, mesmo com o elevado custo para a obtenção do elemento puro, a mineração desses recursos ainda é rentável, já que continuam extremamente necessários para o desenvolvimento das altas tecnologias.

Existem minerais de terras raras no Brasil?

Aí está uma curiosidade que provavelmente você não sabia, o Brasil é um dos países com a maior reserva de Terras Raras.

A maioria das terras raras são extraídas pela China, a qual era a maior exportadora do mundo. Porém, devido à diminuição da quantidade da exportação das terras raras pelo país asiático outros países, como o Brasil e a Alemanha, passaram a se dedicar à mineração destes.

Contudo, por volta de 1960 as minas brasileiras foram estatizadas, por consequência, passaram a não ser tão exploradas, mesmo que na época em questão nosso país tivesse tecnologia suficiente tanto para promover a extração quanto para o processamento.

Quais são os minerais de terras raras?

As principais fontes económicas de terras raras são os minerais:

No Brasil, o mineral utilizado industrialmente é a monazita, que por curiosidade pode ser facilmente encontrada em praias capixabas ou baianas.

Se formos falar ao que se refere ao conteúdo tecnológico e valor agregado, tem-se a seguinte ordem:

i). Mineral carreador de terras raras;

ii). Concentrados químicos;

iii). Óxidos individuais em elevados graus de pureza;

iv). Metais e ligas metálicas.

Diante dessa situação, é válido observar que para obtenção dos elementos puros é necessário desenvolver trabalhos laboratoriais, com auxílio de substancias químicas, para que ocorra separação dos elementos das terras raras presente em um mineral.


Enfim, o que queríamos falar sobre minerais de terras raras era isso, se por acaso ainda ficou alguma dúvida, basta entrar em contato conosco por meio das nossas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *